Nesse documentário narrado por Samuel L. Jackson, vemos o relato de James Baldwin um romancista, ensaísta, dramaturgo, poeta e crítico social estadunidense que acompanhou de perto as diferentes abordagens e os acontecimentos com três expoentes da luta pelos direitos ci...

20 Jun 2019

Se podemos considerar algum país como o maior produtor de estrelas stand up da história, esse país com certeza é a América. Responsável pela criação desse tipo de comédia sem personagens ou grandes produções, criou nomes como George Carlin, Louis CK, Amy Schumer, Jerry...

27 Mar 2019

Nascida em 14 de março de 1914, Carolina Maria de Jesus foi uma das primeiras e mais importantes escritoras brasileiras. Representava uma parcela muito oprimida da sociedade: era negra, favelada e trabalhava como catadora de papéis.

Em vida, publicou 4 livros, Casa de D...

5 Jan 2019

Nascido em Taubaté, interior de São Paulo, Jeferson De é um cineasta brasileiro e um dos principais nomes do cinema negro nacional da atualidade.

Tendo tido contato com o meio cinematográfico desde pequeno, seja em exibições populares de cinema das quas o pai era respon...

Please reload

 

Em meio à festa, à dança. à diversão: o tempo passa.
Em meio ao trabalho, o relatório, o feedback: o tempo passa.

Durante o domingo, durante o sexo, durante a partida de futebol e a risada pós piada, cada segundo passa, escorrendo pelo rastro de tantos outros segundos perdidos, de tantas outras ideias esquecidas, de tantos outros desejos abandonados.

Se uma ideia não realizada é uma ideia inexistente, então também cada palavra não proclamada é um pensamento inexistente. Cada plano abandonado uma rendição prévia. E a cada tópico anteriormente citado, uma inexistência de parte do que nos constitui.

Totentanz é a recordação do tempo constante, é a observação do tudo no agora.

É a busca, mesmo que sempre busca, da observação do caos em sua plenitude.

O Manifesto não busca a individualidade, nem a remediação do singular. 

Pretende a busca da identificação exterior do sujeito de Rimbaud. O continente humano de John Donne. A celebração de Whitman. A razão de Hamlet. O tempo: Chronos e Kairós.

   MANIFESTo TOTENTANZ    

     POSTS centes:      
Please reload

Feed do Instagram

caoscultural4.png

ouça o podcast

do caos cultural

Sem título.jpg

apoie um projeto:

contos clássicos de fantasma

© 2016 por O Caos Cultural.