8 Jul 2018

Em junho de 2018 veio a público o achado do pesquisador paraense Felipe Rissato, nada mais nada menos que a provável última foto do autor Machado de Assis, em 1908, com 68 anos. A imagem pertence a uma publicação argentina, a revista “Caras y Caretas” que trazia uma se...

17 Sep 2017

Em 1943, Assis Horta, em seu estúdio fotográfico em Diamantina, MG, registrou as primeiras fotos 3x4 dos operários que presivavam do retrato para a recém=criada carteira de trabalho, após a consolidação das Leis Trabalhistas (C.L.T.)

Após o retrato oficial, muitos traba...

13 Aug 2017

Considerado um dos maiores, se não o maior nome da literatura brasileira, Machado de Assis (Rio de Janeiro, 21 de junho de 1839 — Rio de Janeiro, 29 de setembro de 1908) produziu em praticamente todos os gêneros literários, sendo poeta, romancista, cronista, dramaturgo...

Please reload

OT72GE7TVWWD333IV5NELULJ3I.jpg

 

Em meio à festa, à dança. à diversão: o tempo passa.
Em meio ao trabalho, o relatório, o feedback: o tempo passa.

Durante o domingo, durante o sexo, durante a partida de futebol e a risada pós piada, cada segundo passa, escorrendo pelo rastro de tantos outros segundos perdidos, de tantas outras ideias esquecidas, de tantos outros desejos abandonados.

Se uma ideia não realizada é uma ideia inexistente, então também cada palavra não proclamada é um pensamento inexistente. Cada plano abandonado uma rendição prévia. E a cada tópico anteriormente citado, uma inexistência de parte do que nos constitui.

Totentanz é a recordação do tempo constante, é a observação do tudo no agora.

É a busca, mesmo que sempre busca, da observação do caos em sua plenitude.

O Manifesto não busca a individualidade, nem a remediação do singular. 

Pretende a busca da identificação exterior do sujeito de Rimbaud. O continente humano de John Donne. A celebração de Whitman. A razão de Hamlet. O tempo: Chronos e Kairós.

   MANIFESTo TOTENTANZ    

     POSTS centes:      
Please reload

Feed do Instagram

© 2016 por O Caos Cultural.