30 Jun 2020

Como o ódio se prolifera em nossos dias? Como as redes sociais podem maximizar essa evolução? Qual o reflexo de nossa tolerância e naturalização  em meio a tudo isso?

No podcast de hoje, Fernando Henrique e Luiz Pierotti discutem sobre o Ódio Nosso de Cada Dia.

14 May 2020

Em 1803, a rebelião de homens cativos na escuna The Schoone York, no litoral da Georgia, se transformaria em um dos maiores atos de liberdade da América. O episódio conhecido como Igbo Landing (Terra Igbo), ocorrido há 217 anos, é um marco profunda na história do movim...

4 Dec 2019

Quincas Borba, personagem de Machado de Assis, é o criador do Humanitismo, filosofia ficcional que se apoia na evolução e manutenção social pela sobreposição do mais forte e apto.

Porém, estaria a ideologia satírica de machado tão distante da realidade de nosso tempo?

Su...

14 Nov 2019

Em 1939, mais de vinte mil pessoas lotavam a casa de eventos mais famosa dos Estados Unidos: A Madison Square Garden. Porém, naquela noite, o "show" não seria digno de aplausos e lembranças...

Compartilhe o podcast com seus amigos!

Sugestões, críticas e elogios:

ocaoscult...

21 Oct 2019

Atitudes rebeldes, cabelos estilosos e um som pesado que atraem multidões. O rock'n'roll  é um dos gêneros musicais mais presentes ao longo das últimas décadas, sempre inovador, transgressor e questionador.


Mas e se eu te falar que esse esse estilo, ou aquilo que viria...

Please reload

 

Em meio à festa, à dança. à diversão: o tempo passa.
Em meio ao trabalho, o relatório, o feedback: o tempo passa.

Durante o domingo, durante o sexo, durante a partida de futebol e a risada pós piada, cada segundo passa, escorrendo pelo rastro de tantos outros segundos perdidos, de tantas outras ideias esquecidas, de tantos outros desejos abandonados.

Se uma ideia não realizada é uma ideia inexistente, então também cada palavra não proclamada é um pensamento inexistente. Cada plano abandonado uma rendição prévia. E a cada tópico anteriormente citado, uma inexistência de parte do que nos constitui.

Totentanz é a recordação do tempo constante, é a observação do tudo no agora.

É a busca, mesmo que sempre busca, da observação do caos em sua plenitude.

O Manifesto não busca a individualidade, nem a remediação do singular. 

Pretende a busca da identificação exterior do sujeito de Rimbaud. O continente humano de John Donne. A celebração de Whitman. A razão de Hamlet. O tempo: Chronos e Kairós.

   MANIFESTo TOTENTANZ    

     POSTS centes:      
Please reload

Feed do Instagram

caoscultural4.png

ouça o podcast

do caos cultural

Sem título.jpg

apoie um projeto:

contos clássicos de fantasma

© 2016 por O Caos Cultural.