29 Mar 2019

Segundo episódio do podcast Caos Cultural, e dessa vez vamos falar sobre pseudociência!


Voltando aos seus postos, Luiz Pierotti, Juliana Cominatto e Marcelo Pierotti discutem sobre o que é a pseudociência, quais seus motivadores e, principalmente, quais seus riscos?

Lin...

23 Jan 2018

Pouco orçamento, câmeras baratas e a participação de amigos como atores. Todos os grandes nomes do cinema internacional já tiveram que enfrentar essas condições no início de suas carreiras.

Assim, trazemos 5 curta-metragens de diretores consagrados quando estes ainda bu...

21 Jan 2018

Como parte de nossa proposta de divulgação cultural, procuramos, também, divulgar meios que disponibilizem esses conteúdos que consideramos interessantes. E hoje vamos relacionar alguns podcasts que tratam de ciência.

O podcast é um programa gravado em audio e disponibi...

27 Nov 2016

A Lua sempre encantou diversas sociedades deste a antiguidade, talvez o fato dela ser facilmente observada (é o segundo astro mais brilhante para a terra) desempenhou papel fundamental para a criação dos diversos mitos nas mais diversas culturas, como para os chineses,...

Please reload

 

Em meio à festa, à dança. à diversão: o tempo passa.
Em meio ao trabalho, o relatório, o feedback: o tempo passa.

Durante o domingo, durante o sexo, durante a partida de futebol e a risada pós piada, cada segundo passa, escorrendo pelo rastro de tantos outros segundos perdidos, de tantas outras ideias esquecidas, de tantos outros desejos abandonados.

Se uma ideia não realizada é uma ideia inexistente, então também cada palavra não proclamada é um pensamento inexistente. Cada plano abandonado uma rendição prévia. E a cada tópico anteriormente citado, uma inexistência de parte do que nos constitui.

Totentanz é a recordação do tempo constante, é a observação do tudo no agora.

É a busca, mesmo que sempre busca, da observação do caos em sua plenitude.

O Manifesto não busca a individualidade, nem a remediação do singular. 

Pretende a busca da identificação exterior do sujeito de Rimbaud. O continente humano de John Donne. A celebração de Whitman. A razão de Hamlet. O tempo: Chronos e Kairós.

   MANIFESTo TOTENTANZ    

     POSTS centes:      
Please reload

Feed do Instagram

caoscultural4.png

© 2016 por O Caos Cultural.